Neste domingo (03), a Terceira Ponte será parcialmente interditada para receber um dos eventos esportivos mais tradicionais do Espírito Santo, a corrida Dez Milhas Garoto. A interdição acontecerá no sentido sul, a partir das 6h30 e a previsão é que o trânsito volte ao normal às 11h30.

Durante o evento, o sentido Vitória x Vila Velha será totalmente interditado, enquanto o sentido contrário funcionará normalmente. Os motoristas que desejam ir para Vila Velha neste horário devem buscar caminhos alternativos.

A RodoSol orienta aos motoristas que passarem pela ponte durante o evento que tenham atenção e respeitem o limite de velocidade da via.  “É importante que os condutores que passarem no sentido Vila Velha x Vitória não se distraiam com os corredores e, principalmente, não parem para fotografar. Essas ações podem acarretar acidentes, além de serem infrações de trânsito”, diz André Beltrane, gerente de atendimento da RodoSol.

Esta é a 28º edição do evento. Os corredores sairão da Praia de Camburi com destino a Fábrica de Chocolates Garoto, passando pela Terceira Ponte.

Compartilhe: Permalink:

Um dos principais cartões postais do Estado e importante via da região metropolitana capixaba, a Terceira Ponte exige cuidados especiais. O recurso, chamado alpinismo industrial, é utilizado tanto para retirar amostras do concreto dos pilares da ponte quanto para realizar reparos em locais onde o concreto foi alcançado por agentes corrosivos como a maresia, por exemplo.

O trabalho, que começou nesta semana,  está sendo realizado para reparos na estrutura de concreto dos pilares localizados sobre o mar e cobre o Canal da Costa, com altura superior a 30 metros. A previsão é que os alpinistas trabalhem na estrutura durante o mês de setembro. 

Como o alvo da inspeção são os pilares da ponte nos quais não é possível levar e utilizar toda a estrutura de equipamentos de manutenção, a alternativa é utilizar a técnica de rapel para realizar a  retirada das amostras e o reparo dos pontos identificados com manifestações patológicas. Ao todo, pelo menos 10 amostras do concreto devem ser retiradas durante todo o trabalho. Segundo o diretor-presidente da RodoSol, Geraldo Dadalto, serão retiradas amostras de concreto nos quatro lados do pilar e em três alturas diferentes de cada um deles.

Após a retirada, as amostras de concreto serão levadas para análise em laboratório. Através do contato com um componente químico é possível perceber até onde o concreto foi alcançado por agentes corrosivos como a maresia, por exemplo.

O reparo dos pontos que apresentaram manifestações patológicas são executados de acordo com o manual de procedimentos executivos e constam da delimitação da área afetada, com o corte do concreto e posterior remoção do concreto comprometido. Após esta atividade, o local é limpo e lavado, a armadura de aço é limpa imediatamente e é aplicada a argamassa polimérica com inibidor de corrosão, recompondo, assim, as condições originais da estrutura.

Os procedimentos realizados na Terceira Ponte se tornaram referência nacional, despertando interesse de engenheiros e pesquisadores de todo o País, que vêm ao Estado para conhecer o trabalho. Para Geraldo Dadalto, o trabalho é uma forma de garantir a vida útil da ponte e, consequentemente, a segurança dos usuários que trafegam por ela. “Aumentamos a vida útil da Terceira Ponte de 50 para 100 anos a partir do uso adequado da tecnologia e dos recursos da Engenharia”, afirma.

A manutenção preventiva é realizada sob a coordenação da Recuperação Engenharia. A empresa mineira é responsável por projetos de manutenção e restauração em todo o País, entre eles, a Igreja da Pampulha, em Belo Horizonte, a Ponte Rio-Niterói, no Rio de Janeiro e o Rodoanel, em São Paulo.

 

Compartilhe: Permalink:

A Concessionária Rodovia do Sol e a Agência de Regulação de Serviços Públicos do Espírito Santo (Arsp) ajustaram, em 08 de agosto de 2017, o 6º Termo Aditivo ao Contrato de Concessão de Serviços Públicos nº 01/1998, publicado e 16 de agosto de 2017. O aditivo estabeleceu quais são os critérios para os moradores dos bairros Village do Sol e Recanto da Sereia ficarem isentos do pagamento da tarifa de pedágio relativo à utilização da Praça de Pedágio Praia do Sol, localizada em Guarapari.

1. Quais os bairros que terão isenção de Pedágio?

Village do Sol e Recanto da Sereia

2. Esta isenção será válida para que Praça de Pedágio?

Esta isenção será válida única e exclusivamente para a praça do pedágio localizada no Km 30 da Rodovia do Sol.

3. Quem terá direito à isenção de pedágio?

Os moradores dos bairros Village do Sol e Recanto da Sereia que comprovarem a necessidade de atravessar a praça de pedágio para fins de trabalho, educação ou tratamento médico contínuo.

4. Posso transferir a isenção que tenho direito para outra pessoa?

Não. A concessão da isenção de pedágio é pessoal e intransferível.

5. Os termos existentes no TAC firmado para os moradores de Village do Sol vão ser alterados?

Não. Os termos existentes no TAC anteriormente firmado com Village do Sol continuam válidos.

6. Como posso ter informações sobre local, horário e documentos necessários para cadastramento?

Todas as informações relativas à isenção serão divulgadas nos bairros envolvidos, nas redes sociais, site e blog da RodoSol.

7. Quais os requisitos necessários para ter direito à isenção?

– Ser residente em Recanto da Sereia ou Village do Sol

– Ser proprietário ou locatário do imóvel em que reside, ou comprovar ser cônjuge, ascendente ou descendente do proprietário ou locatário do imóvel, com edificação construída até 08 de agosto de 2017.

– Ser proprietário do veículo para qual valerá a isenção ou comprovar ser cônjuge, ascendente ou descendente do proprietário do veículo.

– Comprovar o motivo da necessidade de isenção (trabalho, educação ou tratamento médico contínuo);*

Obs: No caso dos moradores do bairro Village do Sol, deverá ficar comprovado que o local de trabalho e educação será na região até Ponta da Fruta, conforme anexo III do aditivo.

8. Qual a documentação necessária para cadastramento?

– Comprovante de propriedade ou posse do imóvel (cópia da escritura pública, cópia de contrato particular de compra e venda ou cópia do contrato de locação) em nome do requerente ou em nome de seu cônjuge, ascendente ou descendente, juntamente com a devida certidão que comprove a relação de parentesco.

– Comprovante de residência atualizado (contas de água, luz ou telefone);

– Comprovante de propriedade do veículo, em nome do proprietário do imóvel ou em nome do seu cônjuge, ascendente ou descendente, juntamente com a devida certidão que comprova a relação de parentesco.

– Documentos pessoais (CNH ou identidade e CPF).

– Declaração descrevendo o motivo da necessidade da travessia pela Praça do Pedágio (trabalho, educação ou tratamento médico) juntamente com os seguintes documentos:

> No caso de trabalho – declaração atualizada do empregador constando localização e carga horária semanal;

> No caso de tratamento médico– laudo médico com especificação do tratamento e frequência de comparecimento para tratamentos ou consultas.

> No caso de estudo – declaração atualizada da unidade educacional constando os dias letivos e a grade curricular a ser cumprida naquele semestre.

Toda documentação deve constar o nome do proprietário ou comprovante de parentesco com o proprietário do imóvel e do veículo.

9. Uma vez feito o cadastramento, é necessário fazer novamente?

Sim. O cadastramento deverá ser renovado periodicamente para comprovar o motivo da isenção, sob pena de suspensão do benefício, conforme a seguir:

– Isenção por motivo de trabalho – a renovação se dará a cada 01 (um) ano da continuidade do pacto laboral, acompanhada de respectiva declaração do empregador.

– Isenção por motivo de estudo – a renovação se dará a cada 6 (seis) meses, acompanhada de respectiva declaração de continuidade de frequência escolar, bem como de comprovante de frequência do semestre anterior.

– Isenção por motivo de tratamento médico – a renovação se dará a cada 06 (seis) meses,

acompanhada de respectivo laudo médico comprovando a necessidade da continuidade do tratamento.

10. Se eu vender meu imóvel cadastrado continuarei com o benefício da isenção?

Não. A transferência da propriedade do imóvel cadastrado importará na perda do benefício para o vendedor, sendo que o comprador deverá fazer novo requerimento para ter direito ao benefício.

11. Se eu trocar de veículo antes do recadastramento, o que devo fazer?

Você deve encaminhar imediatamente a documentação para a RodoSol, sob pena de cancelamento do benefício, devendo apresentar os tíquetes para substituição.

12. Quantos tíquetes eu terei direito?

Os tíquetes serão fornecidos na quantidade que atendem às suas necessidades de travessia, calculada com base nos documentos necessários para comprovação dessas necessidades, limitado à 52 tíquetes por mês.

13. E se eu perder ou danificar os tíquetes?

É de inteira responsabilidade do beneficiário manter os tíquetes fornecidos em perfeito estado de uso e conservação.

Em caso de dano o beneficiário deverá apresenta-lo à RodoSol para substituição.

Em caso de perda ou roubo, deverá apresentar Boletim de Ocorrência Policial, especificando a quantidade extraviada. Após passar o período de validade desses tíquetes, o beneficiário voltará a receber tíquetes normalmente.

14. Se eu tiver mais de um veículo?

Os campos dos tíquetes (modelo, cor e placa) poderão ser preenchidos com mais de 1 (um) veículo do beneficiário, desde que cadastrado conforme os critérios descritos anteriormente 

 

Informações: (27) 3334-7888 

Compartilhe: Permalink:

A obra que estava acontecendo no contorno de Guarapari, na Rodovia do Sol, foi finalizada nesta quarta-feira (16). O fluxo de veículos voltou a funcionar normalmente e os pontos de aterro foram reconstruídos, o que deixou a faixa de rolamento em condições ideais de trafegabilidade.

A obra aconteceu no contorno de Guarapari, entre o km 40 e o km 43, e fez parte de um cronograma de ações da concessionária. De acordo com Geraldo Dadalto, diretor presidente da RodoSol, as atividades de manutenção e as obras são para manter a rodovia em condições excelentes de uso, oferecendo conforto e segurança aos usuários do Sistema Rodovia do Sol.

Geraldo, que também é engenheiro, explica o que foi feito. “Alguns pontos deste trecho foram construídos em região de transição entre o mangue e a mata Atlântica, e o terreno natural onde foi construído é composto  de solo de baixa resistência, solo mole. Apesar de todos os estudos e projetos iniciais terem considerado este ambiente, trabalhamos constantemente para garantir que o usuário tenha cada vez mais conforto e, para isso, usamos os benefícios da tecnologia e da engenharia”, explica.

Dos 39 aterros construídos no contorno de Guarapari, todos em locais com solo mole, apenas seis apresentaram deformação e já foram reparados. No momento, a concessionária está realizando algumas obras complementares no local, como recomposição da barreira central.

Orlando Mendonça, engenheiro de obras da RodoSol, enfatiza que o trecho em concessão é constantemente avaliado e monitorado por uma equipe especializada, que atua para melhorar as condições da rodovia e oferecer segurança aos usuários.

Antes e depois da obra, no contorno de Guarapari

 

 

Compartilhe: Permalink:

Desta vez quem está participando da campanha Troco Pedágio é a Fundação Clínica Carmem Lúcia, que oferece, de forma gratuita, atendimentos médico, psicológico e odontológico a pessoas carentes. Eles receberão as doações feitas do dia 15 de julho a 15 de outubro de 2017, dos usuários que passarão pela Praça de Pedágio Praia do Sol, em Guarapari.

O Troco Pedágio é uma campanha realizada pela Concessionária Rodovia do Sol, em parceria com a sociedade, que objetiva contribuir financeiramente com entidades e organizações sem fins lucrativos, situadas nos municípios em torno das Praças de Pedágio. O usuário que desejar contribuir deposita seu troco em nossas caixas de arrecadação e, ao final de 90 dias, o valor arrecadado será doado. As caixas estão fixadas nas cabines de cobrança de pedágio.

A Clínica Carmem Lúcia utilizará o valor arrecadado para aquisição de materiais odontológicos que, segundo a gerente e responsável técnica, Priscila Moraes, é uma das maiores demandas da fundação. Priscila também atua como dentista e esclarece que a clínica realiza atendimentos gratuitos às pessoas que moram na Região V de Vila Velha e, para serem atendidas, elas precisam cumprir alguns requisitos, que são apresentados pessoalmente.

Atualmente, cerca de 4,200 pessoas têm registro na Clínica. Ela está localizada na Rodovia do Sol, Riviera da Barra, Vila Velha, ES.

Em 12 anos de realização, a Campanha atendeu 25 instituições e arrecadou mais de R$ 285 mil. O sucesso do programa só é possível graças à solidariedade e confiança dos usuários do Sistema Rodovia do Sol nos projetos desenvolvidos pela concessionária. A participação de cada um faz muita diferença para aqueles que irão usufruir dos benefícios gerados pela campanha.

Saiba como participar

Cada entidade, após análise e aprovação pela empresa, tem o direito de participar da campanha por 90 dias. Para isso, a entidade deve comprovar a realização de atividades sem fins lucrativos e estar inscrita nos órgãos competentes e em situação regular. É necessário também apresentar a cópia do estatuto social com alterações e CNPJ, relatório apresentando a instituição e os responsáveis, público-alvo, objetivo de utilização do valor arrecadado e a certidão negativa de débitos – INSS, FGTS e Receita Federal.

As solicitações de inscrição podem ser encaminhadas pelos seguintes meios:

Fax: 3334 – 7801 / 3334 – 7851

E-mail: [email protected]

Carta Ofício: Concessionária Rodovia Sol S/A., Rua Tenente Mário Francisco Brito, 415, Enseada do Suá, CEP: 29050-555, Vitória – ES; aos cuidados do setor de Comunicação Corporativa

Compartilhe: Permalink:

No próximo domingo (02), a Terceira Ponte será parcialmente interditada para realização da 4º Corrida dos Bombeiros. A interdição acontecerá a partir das 07h30 e a liberação está prevista para as 11h00.

Os corredores passarão pela ponte com destino à Vila Velha e retornarão, no sentido oposto, com destino à Vitória. Durante a corrida, utilizarão as pistas da direita, enquanto as da esquerda estarão livres para passagem de veículos. 

Quem precisar acessar a alça da ponte e a Rua Inácio Higino, em Vila Velha, deverá buscar caminhos alternativos. O acesso à Ponte pelas ruas Dr Jairo de Matos Pereira e Rua Ceará também estarão bloqueados.

RodoSol orienta que os motoristas tenham atenção ao trafegar pela ponte durante o evento e respeitem o limite de velocidade. As vias estarão devidamente sinalizadas, com apoio da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

A largada acontecerá às 07h30, ao lado do Tribunal de Justiça, no bairro Enseada do Suá, e a previsão de chegada é as 10h00, no Quartel do Corpo de Bombeiros.

Compartilhe: Permalink:

A obra que está acontecendo na Rodovia do Sol já está 50% concluída e a previsão é que termine em julho deste ano. Os motoristas que passarem pelo local nos próximos dias deverão ficar atentos às sinalizações que irão direcionar o fluxo de veículos.

As intervenções acontecem no contorno de Guarapari, entre o km 40 e o km 43, onde há placas, sinalizadores e sistema de pare/siga direcionando o fluxo. Atualmente, as obras acontecem no sentido Guarapari x Vila Velha e os veículos trafegam pelo lado oposto da via.

No local, além da sinalização, há quebra-molas e limite de velocidade reduzido. A RodoSol orienta aos motoristas que, ao passarem pela obra, estejam atentos às orientações de trânsito e dirijam com responsabilidade.

De acordo com Geraldo Dadalto, diretor presidente da RodoSol, “as obras fazem parte de um cronograma que objetiva manter a rodovia em condições excelentes de trafegabilidade, ou seja, são reparos que precisam ser feitos para garantir que o usuário tenha conforto e segurança ao passar pela Rodovia do Sol”.

Sobre os pontos a serem reparados, Geraldo, que também é engenheiro civil, explica o que está sendo feito. “O trecho do contorno de Guarapari foi construído em região de transição entre o mangue e a mata Atlântica e, por isso, apresenta uma grande quantidade de solo mole, ou seja, ela foi construída sobre um solo com baixa resistência. Porém, o fato desses pontos terem sido construídos nestas condições não provoca desconforto ao trafegar e nem diminui os padrões de qualidade, pois os projetos iniciais consideraram essas características. Com o uso de tecnologias e da engenharia, conseguimos solucionar as condições atuais dos aterros”, explica.

Dos 39 aterros construídos no contorno de Guarapari, todos em locais com solo mole, apenas seis apresentaram deformação. Desses seis, um já foi reparado (em 2013) e os outros dois serão nesta obra. A RodoSol realiza inspeções frequentes para monitorar estes aterros e garantir que estejam em perfeitas condições.    

Todas as informações sobre as obras e os desvios serão comunicadas por meio do twitter @RodoSol da concessionária. O usuário também poderá ligar para o 0800 979 0060 para casos de emergências e informações de tráfego.

Compartilhe: Permalink:

A Via Expressa, serviço fornecido pela Concessionária Rodovia do Sol para passagens automáticas nas praças de pedágio, está realizando atualizações de cadastro via telefone. O usuário que deseja fazer alterações de dados pode ligar para 0800 283 8100.

O objetivo é fornecer ao usuário uma alternativa rápida e eficaz para atualização de dados. Informações como troca de endereço, placa e cartão de cobrança podem ser alterados com uma simples ligação. O atendimento acontece de 08h00 às 18h00 e a ligação é gratuita.

Outras formas de alterar os dados são por meio do site e loja física. Pelo site, basta acessar o site da RodoSol (link) e seguir os caminhos sugeridos. Neste caso, é necessário criar uma senha e aguardar que a troca seja feita em até 48 horas. O atendimento em loja deve ser feito pelo titular do contrato, de 08h00 às 18h30, mediante apresentação dos documentos.

 

Serviço

Telefone: 0800 283 8100

Horário de atendimento: 08h00 às 18h00

Site: https://www.rodosol.com.br/via-expressa

Endereço loja física: R. Clóvis Machado – Enseada do Suá, Vitória – ES, 29050-555. Ao lado da Praça de Pedágio da Terceira Ponte. Horário de atendimento: 08h00 às 18h30

Compartilhe: Permalink:

Para minimizar os impactos causados por acidentes ou panes, a RodoSol construiu quatro aberturas na Terceira Ponte que servirão para desviar o trânsito e minimizar a formação de grandes engarrafamentos. As obras duraram cerca de 40 dias e o mecanismo já está pronto para ser utilizado.

São quatro aberturas feitas nas medianas de concreto (muro que divide um sentido do outro), que serão usadas em casos de incidentes, como ônibus quebrado, por exemplo. Feitas com objetivo de desviar o fluxo de veículos, serão usadas sempre que houver uma ocorrência que demore mais de 40 minutos para ser solucionada.

“Em casos de acidentes ou panes que são resolvidos em menos tempo, não há necessidade de utilizar o método, pois o impacto é menor”, explica Geraldo Dadalto, Diretor Presidente da RodoSol. Segundo ele, este mecanismo contribui para melhorar a mobilidade dos usuários que trafegam pela Terceira Ponte e também facilita a retirada do veículo.

“Imagine um veículo de grande porte quebrado em cima da ponte, no sentindo Vila Velha para Vitória, no horário de pico, comprometendo o fluxo de uma das pistas. Após sinalizarmos a via, iremos abrir os portões e desviar os veículos para uma pista do sentido oposto até passarem pela ocorrência. Depois retornarão para a faixa de rolamento correta e seguirão”, esclarece.

Em cada abertura haverá um portão metálico, da altura da mediana, para evitar que haja retornos indevidos. Os chamados Gate Guard serão instalados nos próximos dias e, enquanto isso, a concessionária utiliza balizadores e correntes, o que não afeta a eficiência do método.

O projeto faz parte do Plano de Contingência, que foi aprovado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsp) com participação do Ministério público, SETOP, CETURB, Batalhão de Trânsito, Polícia Militar e Guardas Municipais de Vitória e Vila Velha. “Todos comprometidos e envolvidos em melhorar o trânsito entre Vitória e Vila Velha”, afirmou.

 

Compartilhe: Permalink:

A RodoSol está realizando reparos na estrutura de concreto da Terceira Ponte e, neste domingo (18), poderá ocorrer manutenção nos pilares próximos ao Shopping Vitória. A concessionária alerta que poderá acontecer interdições parciais na Av Américo Buaiz, com uma faixa de rolamento bloqueada temporariamente.

Esta manutenção faz parte de um plano de ações preventivas e corretivas da concessionária, que busca sanar as imperfeições na estrutura da Terceira Ponte. Atualmente está sendo usada uma plataforma elevatória, que é um meio eficaz e seguro para chegar até os pontos mais altos a serem reparados.

Esta plataforma é um equipamento de acesso que leva o profissional até local desejado, onde ele realiza reparos, faz inspeções e retira corpo de prova. Além deste método, a RodoSol também trabalha com mergulhares e alpinistas industriais, que são treinados para realizar trabalhos de baixo d’água e em altura.

O local estará devidamente sinalizado e a RodoSol orienta aos usuários que estejam atentos à sinalização e respeitem o limite de velocidade. Em caso de emergências, poderão ligar para o Centro de Controle e Operações da concessionária, que atua 24 horas no monitoramento da via.

Telefone de emergência da RodoSol: 0800 979 0060.

 

Compartilhe: Permalink: