- Blog Rodosol - https://www.rodosol.com.br/blog -

Terceira Ponte: estrutura passará por reparos nos próximos dias

A partir desta terça-feira (25), a Terceira Ponte passará por pequenos reparos em sua estrutura de concreto. As obras acontecerão à noite e podem influenciar no fluxo de veículos.

A intervenção tem previsão para iniciar nesta terça-feira e acontecer nos próximos 15 dias, entre 22h00 e 05h00. As vias estarão devidamente sinalizadas e, caso tenha necessidade, uma das faixas de rolamento será interrompida e a outra continuará com fluxo normal.

A RodoSol orienta que os motoristas redobrem a atenção ao passar pela Terceira Ponte durante este período e respeitem a sinalização da via. De acordo com o engenheiro civil, Orlando Mendonça, as obras acontecerão a noite pois neste período o fluxo de veículos é menor. “Escolhemos este horário para causar menos impacto no trânsito. De madrugada o fluxo é menor, mas mesmo assim é necessário ter atenção ao passar pela via”, explica.

Se houver modificação no trânsito, a via será devidamente sinalizada. As obras poderão ser interrompidas devido às condições climáticas e o prazo de execução poderá ser prorrogado.

Entenda a obra

Uma das maiores construções do Espírito Santo, a Terceira Ponte, é formada por diversas estruturas que, separadamente, tem funções específicas, mas, juntas, servem para garantir o conforto e segurança de quem trafega pela via.

A ponte é formada por muitas placas, que são feitas de concreto e aço. Entre uma placa e outra existem as juntas de dilatação, que são uma espécie de fresta com função de diminuir o impacto quando há movimentação do concreto. Ou seja, com a variação de temperatura natural, o concreto sofre modificação de tamanho e, então, se movimenta. Quando fica mais frio, ele se contrai e, quando está calor, ele se expande.  

As juntas impedem que haja desgastes ou trincas nestas estruturas, pois elas amortecem o impacto quando há movimentação. Além disso, servem como isolante, impedindo que a água da chuva penetre na estrutura e cause corrosões.

A RodoSol realiza inspeções a cada seis meses e, sempre que há necessidade, faz os reparos.  A Terceira Ponte possui 52 juntas de dilatação. Dessas 52, cerca de 40 serão recuperadas.