11 abr de 2012 Comente aqui

Hoje é o Dia Internacional da Doença de Parkinson. A RodoSol abre espaço

Publicado às 10:07

Hoje, dia 11 de abril, é celebrado o Dia Internacional da Doença de Parkinson. E para prestar apoio às pessoas portadoras dessa doença no Estado, a Associação Capixaba de Parkinson (ACP) desenvolve um trabalho com palestras e oficinas de arte. O objetivo da organização é prestar assistência social e psicológica, além de informar e orientar as pessoas sobre a doença.

A ACP mantém reuniões mensais gratuitas na Emescam com profissionais de diferentes áreas, como fisioterapeutas e psicólogos. Esses encontros ajudam não só os portadores da doença, mas também as pessoas que convivem com eles.

As oficinas oferecidas pela Associação têm por objetivo servir de terapia ocupacional e principalmente estimular o cérebro dos portadores do Parkinson. Elas são realizadas na própria sede da ACP, às terças e quartas, das 14h às 16h30. Entre as atividades que eles desenvolvem estão pinturas em tecidos e bordados, e todo o material produzido pelos portadores vai para o bazar da ACP, aberto em datas especiais.

Atualmente a Associação conta com mais de 300 associados de todas as faixas etárias. Para se associar, a pessoa pode comparecer à sede da organização, localizada na rua Espírito Santo, 143, sala 103, em Carapina, na Serra. Hoje, durante todo o dia , os painéis da Terceira Ponte, nos dois sentidos, vão exibir uma mensagem sobre o Dia Internacional da Doença de Parkinson

 ACP

A Associação Capixaba de Parkinson é uma organização sem fins lucrativos e de objetivos filantrópicos. Fundada em 2006, por um grupo composto por médico neurologista, pacientes, cuidadores, familiares e voluntários.

 Todos os serviços oferecidos pela ACP são voluntários, incluindo as atividades realizadas pela diretoria. Para ajudar a Associação, pode ser feito um depósito no banco Bradesco, agência 0414-6, C/C – 0071594-8. Mais informações pelo telefone 3311-4043.

 Mal de Parkinson

O Mal de Parkinson é uma afecção do sistema nervoso central que acomete principalmente o sistema motor. A frequência mais alta do Parkinson se refere somente ao paciente idoso e existem algumas causas conhecidas que podem levar as síndromes parkinsonianas: Lesão cerebral, uso de droga ilícitas, manuseio ou ingestão de agrotóxicos, pesticidas, solventes e principalmente o fator hereditário, entre outras ainda desconhecidas. Costuma aparecer depois dos 60 anos, mas 10% dos pacientes têm menos de 50 anos e 5% têm menos de 40.

Compartilhe: Permalink:

Faça seu comentário

*O e-mail não será divulgado no seu comentário › Conheça nossa política de comentários

Alterando sua foto

Para a sua foto aparecer em seus comentários, é só seguir os passos abaixo:

- Faça um cadastro no site Gravatar, com upload da foto.

- Ao comentar nas postagens, preencha o campo com o mesmo e-mail que você cadastrou no Gravatar.