• VIA EXPRESSA

    Atendimento

    0800 28 38 100
  • Emergência

    SAU - Serviço de auxílio ao usuário

    0800 979 00 60
    • Facebook
    • Twitter
    • Blog

Educação: a base de tudo

Preocupada em colaborar com o desenvolvimento das comunidades do entorno do Sistema Rodovia do Sol, a RodoSol realiza uma série de atividades com foco em educação e cidadania. Entre os investimentos de responsabilidade social da concessionária está, por exemplo, o Programa de Educação e Comunicação Ambiental Rodoverde e o Programa Rede Escolaí. 

No Espírito Santo, o Escolaí atua em escolas da rede pública de Guarapari, Vila Velha e Vitória com objetivo de oferecer suporte para o desenvolvimento e a gestão de projetos. Com o programa, familiares dos alunos e também a comunidade, em geral, é envolvida. O foco do é o fortalecimento da comunidade que favoreça a busca pelo bem comum e o desenvolvimento da população.

O Programa Rede Escolaí é uma iniciativa da Fundação Otacílio Coser, a Foco, que busca a mobilização de vários segmentos pela melhoria da educação na rede pública de ensino.

O Programa tem como panos de fundo os princípios do Desenvolvimento de Base e o estímulo ao voluntariado e ao protagonismo da comunidade em que a escola está inserida. Nesta perspectiva são considerados três níveis de articulação das organizações envolvidas: micro, médio e macro. O nível micro se define pelo ambiente da própria escola; o nível médio é compreendido pela interação da escola com a comunidade do entorno e o nível macro abrange a rede pública de ensino e articulações mais estratégicas.

Para conhecer alguns resultados de 2015, clique aqui.  No ano de 2015, o programa abrangeu 49 escolas, envolvendo 41.979 alunos, familiares e voluntários e 2.390 professores, sendo 23 no Espírito Santo e 26 em São Paulo.

No ano de 2013 o programa abrange 39 escolas, sendo 17 delas no Espírito Santo e 22 no estado de São Paulo.

A principal estratégia do programa é a Gincana da Comunidade Educativa, que é formada por um conjunto de atividades realizadas dentro e fora da escola com o objetivo de dar subsídios para que a comunidade se fortaleça e passe a atuar em prol da melhoria da educação. Trata-se de uma proposta colaborativa, voltada prioritariamente a escolas de Ensino Fundamental 2 e Médio, em que todos são chamados a ajudar e a  comemorar juntos os avanços alcançados ao longo de ano.

A Gincana é o primeiro passo para a mobilização dessa comunidade, na expectativa de que ela, a partir dessa vivência interativa, compreenda e assuma seu papel como agente de mudança.

O envolvimento de alunos, professores, gestores escolares, pais e demais voluntários na Rede Escolaí acontece de forma gradual. Com base nessa percepção, a gincana foi estruturada em blocos de tarefas anuais, organizados em quatro percursos sequenciais, que ajudam a comunidade educativa a evoluir.

Seu formato leva à mobilização social: cria um imaginário social convidativo a partir dos desafios de cada percurso a ser desenvolvido pelas escolas; há uma sequência de tarefas adequada pela própria comunidade educativa de acordo com suas particularidades e nível de articulação; possibilita o compartilhamento e coletivização tanto na execução das tarefas quanto na apreciação dos resultados e; adota um modelo de registro e divulgação das atividades simples e passível de acompanhamento e avaliação.

A partir da adesão da escola, que é voluntária, há um diálogo permanente entre ela, as redes de ensino e os gestores da Rede Escolaí. A coordenação do Programa realiza visitas periódicas na escola a fim de orientar o processo. A internet é utilizada para interagir, registrar, socializar informações e buscar apoio. Há um comprometimento da equipe da escola com a realização das tarefas, seu registro e compartilhamento.  A escola assume também o compromisso de colocar um grupo de alunos nesse processo de comunicação e registro.

Ao final de cada ano em que a escola conclui um percurso há o tempo para a celebração, onde se faz um balanço das ações e se pensa no futuro. A reunião de escolas e de parceiros de uma região, as apresentações do desenvolvimento do percurso de cada escola e os depoimentos, o compartilhar de diferentes modos de executar as tarefas, a apresentação de uma análise do que foi observado no ano e a avaliação pelos Pilares do programa nas escolas e alunos Reporteens subsidiam o desenvolvimento dos próprios percursos, das parcerias, do voluntariado e do aprendizado em novos desafios.

Blog do Programa: http://redeescolai.blogspot.com.br/

 

2017 © Rodosol - Todos os direitos reservados   |   Política de privacidade   |   Ir para o topo 4Ps - Quatrops