O País está vivendo por um momento muito difícil: crise hídrica. E para reverter esta situação é dever de todos economizar e, principalmente, evitar o desperdício de água. Por conta disto, nas próximas semanas até o dia 22 de março, data em que comemoramos o Dia Mundial da Água, a RodoSol irá realizar uma campanha de conscientização entre seus funcionários.

A cada semana será realizada uma palestra apontando o que culminou nesta crise que estamos vivendo atualmente e o que devemos fazer para reverter esta situação e preservar a Água. Item fundamental para sobrevivência de todos.  Entre as dicas estão tomar banhos rápidos, não lavar calçadas, reduzir a limpezas dos veículos e utilizar baldes, cuidado no uso da torneira, reuso da água utilizada para lavar roupa, da chuva, entre outras ações.

 

Dicas:

Compartilhe: Permalink:

A RodoSol preocupa-se sempre com a segurança dos todos os usuários do Sistema Rodovia do Sol. Durante todos os anos são realizadas ações para conscientizar motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. Uma prova disto foram as placas de trânsito de atenção instaladas entre os KM 30 e 33 nesta última sexta-feira, 16 de janeiro.

As placas de atenção de passagem de pedestres foram instaladas nos dois sentidos, sul (Guarapari) e norte (Vila Velha).

Além disso, ao longo do trecho também foram instaladas placas indicativas de velocidade  máxima nos dois sentidos. A função é chamar atenção dos motoristas no local para o respeito a velocidade. Outra forma de reduzir as chances de acidentes.

 

 

Lembramos que essas ações fazem parte do Programa de Redução de Acidentes (PER) e que todos os anos são realizados em diversos pontos da rodovia. Sendo os Pit Stop nas bases de  Serviço de Auxilio ao Usuário (SAU) voltado para os motoristas e motociclistas e o Travessia Segura com atividades voltados para os pedestres.

Compartilhe: Permalink:

Compartilhe: Permalink:
21 jul de 2014 5 comentários

Novo site da RodoSol é lançado hoje, 21/07

Publicado às 11:48

 

Lançamos hoje mais um canal para facilitar a ponte entre você e os nossos serviços.

No site será possível saber todas as informações referentes a empresa, acesso as câmeras da Terceira Ponte, anemômetro, contato para marcação de visitas, além de outras facilidades.

Não perca tempo, Acesse www.rodosol.com.br e confira o nosso novo site.

Compartilhe: Permalink:

A Rodosol informa que no próximo domingo, 20 de julho, a Terceira Ponte vai ter uma pista parcialmente interditada, às 8h30 no sentido sul (Vitória – Vila Velha) e às 10h30 no sentido norte (Vila Velha – Vitória), para a realização do Pedalaço pela Paz.

Todas as informações sobre o trânsito na Terceira Ponte no dia da prova serão divulgadas em tempo real no nosso twitter (@RodoSol).

Pedimos aos atletas que evitem jogar as garrafinhas de água na pista, pois com o vento elas correm o risco de caírem na baía de Vitória.

Compartilhe: Permalink:
23 jun de 2014 Comente aqui

Valores do pedágio de Guarapari

Publicado às 11:15

Compartilhe: Permalink:
5 jun de 2014 Comente aqui

05 de junho: Dia Mundial do Meio Ambiente

Publicado às 16:22

Que a palavra extinção seja para sempre extinta.
E as folhas que nos inspiram continuem vivas, verdes.
Que a água seja límpida e pura, purificando a alma e matando a sede.
Que os animais sejam sempre nossos amigos, companheiros e que o mundo seja o nosso melhor presente para as futuras gerações.

#DiaMundialdoMeioAmbiente

Preservar o Meio Ambiente é um dos pilares da RodoSol. Por isso criamos o projeto “É o Bicho” com o foco no cuidado dos animais silvestres que habitam as reversas que cortam a Rodovia do Sol, e o programa “Peões do Asfalto” que captura os animais rurais e domésticos que fogem e acabam indo parar na via.

Além disso, também é feito ao longo do ano campanhas para conscientizar os motoristas a não jogarem lixo nas estradas, reciclagem entre outras. Porém, para que a Natureza seja preservada é preciso a ação de cuidado de todos. Faça a sua parte. Recicle, economize água, jogo lixo no lixo, não compre animais silvestres. A Natureza, o Mundo e seu futuro agradecem!!

Compartilhe: Permalink:


Atenção: o serviço da Via Expressa continua funcionando na praça de pedágio da Praia Sol, em Guarapari, localizada no Km 30. Portanto, os usuários do sistema que tem a forma de pagamento por meio de débito automático ou cartão de crédito continuarão tendo o serviço descontado.

Caso não façam mais uso do atendimento prioritário e desejem cancelar o serviço é necessário ir até a loja da Terceira Ponte portanto o TAG e os seguintes documentos.

Em caso de pessoa jurídica:

Para o cancelamento de um contrato é necessário levar uma cópia da última alteração contratual social e o documento da pessoa responsável pela empresa. Caso quem vier fazer o procedimento for um funcionário da empresa é necessário entregar uma autorização com nome e CPF do funcionário que virá até a loja realizar esse procedimento, em papel timbrado da empresa . (Esse documento deve estar assinado pelo proprietário da empresa ou o responsável ), solicitando o cancelamento do contrato, constando uma conta corrente em nome da empresa para que possamos fazer o depósito do valor do saldo existente).

É estritamente necessária a apresentação da TAG para o processo ser concluído.

Caso seja pessoa física:

Para o cancelamento de um contrato é necessário entregar uma autorização com nome e CPF do mesmo que realizará o procedimento, junto a autorização o número da conta corrente do titular do contrato para fazer um depósito do saldo existente no contrato (esse documento assinado pelo titular do contrato), além de trazer a cópia da identidade da pessoa que assina o contrato social.

É estritamente necessária a apresentação da TAG para o processo ser concluído.

Se o usuário estiver com o saldo negativo o serviço será cancelado apenas após o pagamento do valor devido e a entrega do TAG.

Compartilhe: Permalink:

A RodoSol irá cumprir todas as determinações do governo do Estado e confia no restabelecimento da segurança jurídica, reiterando que as informações que serviram de base para a suspensão da cobrança do pedágio da Terceira Ponte, produzidas irresponsavelmente pelo Tribunal de Contas, são mentirosas e repletas de nulidades.
A empresa ainda está avaliando as consequências dessa decisão e as medidas cabíveis, mas, em respeito a seus usuários e aos seus 350 funcionários, julga necessário, esclarecer algumas dessas informações.

Entre as mais absurdas, está a afirmação fantasiosa de que a RodoSol teria deixado de investir R$ 798 milhões, soma que é muito superior aos R$ 620 milhões de receita bruta obtidos pela empresa nos 15 anos da concessão.
É igualmente falsa a informação do relatório preliminar do Tribunal de que houve sobrepreço na tarifa básica da concessão. O preço apresentado na concorrência foi, inclusive, inferior ao valor estabelecido pelo Governo do Estado, no Edital da época.
Vale lembrar que o mesmo Tribunal de Contas, na auditoria realizada em 2010, nada de irregular apontou no mesmo contrato da Rodosol. Outros três estudos já realizados sobre o tema (CPI da Assembléia Legislativa, Fundação Getúlio Vargas e Auditoria Geral do Governo do Estado) igualmente nada encontraram de errado no contrato.
Uma das auditorias foi presidida e conduzida pelo hoje conselheiro do Tribunal de Contas Sebastião Ranna em 2005, na época auditor geral do Estado. Naquela auditoria, nenhuma irregularidade foi identificada, procedendo-se à assinatura de Termo Aditivo para reequilíbrio do contrato, após verificação de que existia desequilíbrio em favor da Rodosol da ordem de R$ 157 milhões (documento disponibilizado para a imprensa).
Portanto, se agora o Tribunal de Contas aponta irregularidades no mesmo contrato, porque não investiga o conselheiro Sebastião Hanna por omissão e prevaricação, já que ele nada denunciou em 2005 e ainda coordenou um aditivo de contrato?
Sem ter tido direito de defesa, o que constitui grave violação de princípio básico do Direito, a Rodosol julga importante denunciar a conduta irresponsável do Tribunal de Contas na divulgação de um relatório preliminar repleto de nulidades, números irreais e desrespeito às leis, jogando a opinião pública contra a concessionária.
Trata-se de uma autêntica e absurda condenação prévia, que tem como vítimas, além da própria empresa, o estado de Direito e a segurança jurídica.

Abaixo o relatório da auditoria de 2005 assinado pelo Procurador Geral da época e relator da auditoria realizada atualmente,. Carlos Ranna.



Compartilhe: Permalink:


Compartilhe: Permalink: